Pesquisa
PartilharRSSLinkedinFacebookYoutube

Seminário Minho Empreende sobre a valorização dos recursos locais com lotação esgotada em Cabeceiras de Basto

14 Novembro 2013
Foto_3_1_350_1000

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira, acompanhado pelo presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto e pelo administrador delegado ADRAVE, Dr. Joaquim Lima, presidiu, no dia 13 de novembro, à abertura do seminário ‘Valorização Económica e Social dos Recursos Locais’ promovido pela ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave e pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.

A iniciativa, que teve lotação esgotada e que decorreu no auditório da Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto, no âmbito do Projeto ‘Minho Empreende – Competitividade e Empreendedorismo em Baixa Densidade’, teve como principal objetivo apresentar o projeto ‘Minho Empreende’ que será desenvolvido nos próximos meses no território Minho, nomeadamente no concelho de Cabeceiras de Basto, assim como sensibilizar e despertar o interesse dos participantes para a temática do Empreendedorismo, dando a conhecer os vários instrumentos que o projeto proporciona para o desenvolvimento da ideia e da criação de negócio em Cabeceiras de Basto.

O programa destacou a apresentação de dois casos reais de sucesso de empreendedorismo no concelho cabeceirense – empresas ARBORETO e PAPS & DAPS, Lda. – assim como a divulgação dos programas e instrumentos de apoio ao empreendedorismo apresentados pelo IAPMEI e Banco Espírito Santo e, também, a dissertação de Sandra Araújo, Embaixadora da Rede Europeia de Empreendedorismo Feminino em Portugal.

Durante o seminário foram, assim, abordados três painéis, cujos temas em debate foram a ‘Competitividade e Empreendedorismo em Territórios de Baixa Densidade’, o ‘Empreendedorismo: da Ideia à Ação’ e os ‘Programas de Apoio e Incentivo ao Empreendedorismo’.

Para além de Sandra Araújo, Mónica Vaz Leite (ARBORETO) e Luís Rebelo (PAPS & DAPS, Lda.), o seminário contou com o contributo dos especialistas Francisco Pinto da Costa, do IAPMEI – Agência para a Competitividade e a Inovação e ainda Norberto Neiva, do Banco Espírito Santo que deram a conhecer aos público presente os Programas de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego, assim como o Microcrédito e o Fundo Basto Investe.

“O mais importante nos territórios são as pessoas”

Na sessão de abertura do seminário, coube ao presidente da Câmara Municipal, Dr. China Pereira, dar as boas-vindas a todos os presentes e felicitar a organização pela dinamização deste seminário sobre a Valorização Económica e Social dos Recursos Locais.

Nas suas palavras, o autarca salientou que “o mais importante nos territórios são as pessoas” e que “só com as pessoas é que podemos fazer a mudança”.

Dando a conhecer a estratégia adotada pelo Município de Cabeceiras de Basto no que toca à valorização dos recursos humanos, à promoção do território, atração de investidores e à captação de investimento, China Pereira disse que o desemprego e a diversificação do tecido económico e empresarial em Cabeceiras de Basto são grandes preocupações da Câmara Municipal.

Olhando para o interior como fonte de riqueza, China Pereira salientou que a Câmara Municipal tem vindo a apostar no desenvolvimento rural e na sustentabilidade da agricultura, que poderá ser uma alternativa para muitos jovens e adultos que se encontram em situação de desemprego.

Na oportunidade, o presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, considerou estes encontros “da máxima importância no que se refere à informação, sensibilização e consciencialização das pessoas para aquilo que é possível fazer pela nossa terra e com quem o devemos fazer”, justificando que “é com seminários como este que nos apercebemos dos contributos que podemos dar para o desenvolvimento do nosso concelho”.

Reconhecendo as mais valias das parcerias e do trabalho em rede, Joaquim Barreto colocou em evidência as potencialidades e especificidades do concelho de Cabeceiras de Basto referindo que “estamos num território de baixa densidade e temos de empreender numa ótica da competitividade”.

O presidente da Assembleia Municipal considerou que, “aliados os nossos produtos tradicionais, às culturas emergentes, e às nossas pessoas, estão reunidos todos os ingredientes” para que Cabeceiras de Basto tenha futuro.

O administrador delegado da ADRAVE, Dr. Joaquim Lima, desafiou a plateia a “enraizar a palavra empreendedorismo”, conceito que está relacionado com as oportunidades que as pessoas agarram e que, no fundo, é uma oportunidade de negócio.

Afirmando que “o caminho do empreendedorismo é difícil”, Joaquim Lima incentivou os jovens presentes na sessão a “nunca mas nunca desistir” pois “as suas ideias podem ter sucesso”.

Defendendo que ser empreender é ser criativo, ter capacidade de análise intelectual, liderança e orientação para o futuro, a Embaixadora da Rede Europeia de Empreendedorismo Feminino em Portugal, Sandra Araújo, estimulou os jovens a “descobrir aquilo que mais gostam de fazer, a construírem um plano de negócio e a procurar apoios” para vingarem no mercado de trabalho.

Seminário deu contributo para desenvolver nos jovens a predisposição para empreender

O seminário ‘Valorização Económica e Social dos Recursos Locais’ pretendeu dar um forte contributo para desenvolver nos jovens a predisposição para empreender, promover a mudança de atitudes e comportamentos, demonstrar que ser empreendedor é uma atitude e um modo de vida, familiarizar os participantes com conceitos empresariais, fomentar o contacto com exemplos de empresários de sucesso e desenvolver o espírito empreendedor associado ao território.

Refira-se que o Minho Empreende representa um projeto âncora da EEC/Estratégia de Eficiência Coletiva MINHO IN, reconhecido como EEC PROVERE, em que a aposta estratégica passa pela valorização do potencial do território de baixa densidade, projetando-se num conjunto de redes empresariais, institucionais e temáticas.

O Minho Empreende ambiciona, até novembro de 2014, promover e incentivar a qualificação da capacidade empreendedora do Minho e dar reposta aos desafios existentes no que respeita à Inovação, Competitividade e Sustentabilidade dos territórios de cariz rural do Minho, lançando mecanismos e instrumentos de apoio ao empreendedorismo nas áreas do Turismo, Agroalimentar e Produtos Tradicionais, Ambiente, Natureza e Paisagem e Cultura e Património.

A rede que congrega um conjunto de entidades que no Minho se dedicam à promoção da criatividade, da inovação e do empreendedorismo, tem como destinatários do projeto os potenciais empreendedores, assim como as PME’s com necessidades de intervenção ao nível da inovação, da modernização e da competitividade.

Promotor do projeto
Adrave
Financiamento
ON2QRENUE
Território de Intervenção
Território de IntervençãoTerritório de IntervençãoTerritório de IntervençãoTerritório de Intervenção
Entidades parceiras
© Adrave 2012 | Adrave - Agência de Desenvolvimento Regional | tel: (+351) 252 302 600 | e-mail: minhoempreende@adrave.pt
Mapa do Site | Política de Privacidade | Perguntas Frequentes | Ficha Técnica | Contacte-nos